O planeta blue na estrada do sol

por valeriamidena em fevereiro 28, 2011

Esse é o título de um show acústico que Milton Nascimento apresentou no Teatro de Cultura Artística, em São Paulo, em outubro de 1991. Foram apenas 3 apresentações que, gravadas, deram origem a um cd de mesmo nome, infelizmente muito pouco conhecido do público e, hoje em dia, fora das prateleiras no Brasil (pode ser encontrado na amazon.com).

Na maioria de seus trabalhos, Milton sempre privilegiou a interpretação de suas próprias composições. Nesse, diferentemente, coloca-se primordialmente como intérprete, cantando e tocando (violão, piano e sanfoninha) canções de outros compositores – das 11 que compõem o cd, apenas 4 são de sua autoria. E é nessa surpresa que reside um enorme encantamento.

O cantar de Milton transcende qualquer expectativa. Músico de sensibilidade ímpar e dotado de uma voz cristalina, suas interpretações são tão apaixonadas quanto apaixonantes. Com uma profunda propriedade sobre a essência de cada canção, ele, pelo filtro de sua emoção, nos revela cada essência de maneira surpreendente e arrebatadora. E em sua voz ouvimos canções que antes julgávamos conhecidas como se fossem novas canções.

O que canta em Milton não é apenas a sua voz – é, sobretudo, sua alma. E cada palavra que essa alma entoa toca a nossa alma com rara delicadeza. Milton tem a exata medida do prazer que cada canção pode e deve proporcionar às pessoas.

Para degustar: Hello Goodbye (Lennon & McCartney)

Leave your comment

Required.

Required. Not published.

If you have one.